quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

TEU NOME

  

                                 

                                   Não hesitarei o enfretamento da dor,
Nem o exaspero das lágrimas
Destilando a angústia do meu coração,
Para escrever o teu nome
Nos meus mistérios sagrados!

Caminharei pela noite escura
Entre dédalos de melancolia,
Até mesmo com o olhar em trevas,
Mas escreverei o teu nome
                            Em longínquos jardins na primavera!

Deixarei o rosário da existência
Cumprir até o último círculo do meu sangue,
Todo o holocausto da minha sina,
E escreverei o teu nome
No pedestal do meu martírio!

Com um suspiro aventado ao infinito,
Ocultando as vestes maculadas
Num sorriso de esperança e comoção,
Escreverei o teu nome em pergaminhos
E nas calçadas com tijolos de construção.

As gotas obliteradas do meu pranto
Semeadas por caminhos de amargas gólgotas
Darão lugar a viçosas flores
E te presentearei ao final da jornada,
Escrevendo o teu nome
Em coroa de crisântemos e pétalas de rosas!


Autoria:  Antenor Rosalino

              Imagem da Internet



2 comentários:

  1. Amado Antenor: Tétrica Fico Ao Ler-Te, Sob Versos de Tamanho Lirismo e Tristeza! Os Cinco agregados Que Provém dos Sentidos São Muito Dolorosos. Mas, A Sensibilidade Se Leva Com o Espírito! E Tudo Mais Fica Desalinhado Na Terra, se tiver Muitos Bens Materiais! Teu Nome Amado Antenor, Estará Sempre Escrito, No Livro Da Vida. E Seguirá Comigo, Luiza, Até O Reencontro No Paraíso! Onde Faremos Lindos Saraus Às Estrelas Todas... Mas, Quando Fores, Beijarei Tua Pálida Mão e Pedirei Ao Pai, Que Me Leve Contigo Também. Tua Poética Tem Ternura, Êxtase e Premente Literatura De Alta Categoria! Falemos Do Sábado, que Logo Surgirá Ladeado Pelo Astro Rei Que Tanto Ama a Deusa Lua. Quero Pétalas Amarelas jogadas Em Nossos Cabelos, assim Que O Mar Escurecer, no Domingo... Só Assim, poderei te aplaudir! Beijos amorosos, da tua eterna Luiza.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorável Lu, mesmo em dias sombrios, a tua luz fulgura para mim como rastros de pó de estrelas que persigo deitando os meus sonhos e escrevendo o teu nome aos pés da lua. Muito obrigado por tão comovente comentário e um faustoso beijo do teu eterno Antenor.

      Excluir