segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

SOPRO DO VERÃO


                                                      

                                   Na harmonia dos passarinhos, 
                             O mundo acorda sorrindo,
Banhando-se na alquimia
Do verão que se enuncia!

Desabrocham-se botões de rosas
Num aspergir de fantasias...
Os folíolos em estalidos
Fazem festa nas colinas!

Nas noites de plenilúnio
Doces canções de ninar
Embalam os pequeninos

E o sopro do verão a sobejar,
Carrega os dédalos de dor
Para os abismos do mar!


Autoria:  Antenor Rosalino



Um comentário:

  1. Meu Amado Antenor: No "Sopro Do verão", ser´serás eterno! Mesmo em meio ao Inverno, Tu serás meu Verão, que todo Invencível; a aquecer meus singelos versos, de Imensa Primavera! Jamais largarei as tuas mãos, que estão carinhosamente deitadas em minha Tempestade De Amor! Tua poética, traz teu semblante de um Menino Poeta, ainda que sejas Meu Poeta Maior... Eu te Amo! Beijo da tua eternamente, Lu

    ResponderExcluir