sexta-feira, 29 de março de 2013

COISAS DO CORAÇÃO




             Renasço com a alma leve e plena
             Despojado de vaidades insanas
             Desejando entre o solo e rútilas  estrelas,
             Nuanças da beleza suprema!

             Vejo o amor por várias óticas...
             E fazendo silhuetas de ti,
             Vou desprendendo semióticas
             Esculpindo o teu corpo em marfim.

             Entre erros e acertos,
             Construindo e refazendo,
             Arquiteto planos e sonho...
             Seguindo o fluir do tempo!

             Na sedução de um poema
             O amor se faz canção
             E minha alma se revigora
             Com as coisas do coração!


Autoria:  Antenor Rosalino

Imagem da Internet

                               

2 comentários:

  1. Amado Antenor, que as coisas do coração, são certezas de purificação! Teus versos, sedutores, me leva também aos caminhos de Teu Nobre e Farto Coração! Meus parabéns! Adorei! Receba meu beijo de amor, da sua eterna Luiza

    ResponderExcluir
  2. Adorável Luiza, embora haja incógnitas e certas complexidades, concordo plenamente com os seus dizeres sobre as coisas do coração. Purifica e traz maior sentido à vida em todos os aspectos. Com o mesmo amor, agradeço-lhe, penhoradamente, pelo honroso comentário. Beijo do seu eterno Antenor.

    ResponderExcluir