sábado, 20 de abril de 2013

ESTRO POÉTICO




                                 


Não sou possuidor
Da laudável inspiração
De um poeta maior,
O qual vive a plenitude
De outro mundo,
Onde os sonhos transcorrem
O tempo todo,
À luz do seu infindável dédalo
De ricas fantasias
Do seu engenho poético!

Sou um poeta menor,
E a gratidão domina o meu ser,
Pois quando deixo
As palavras abstratas
Que enfeitam a vida,
E o labirinto dos meus pensamentos
Devolvem-me a realidade esquecida,
Desfruto os momentos diversivos.
Investigo as emoções
E entrego-me à dádiva
Do plácido viver no plano terreno,
Onde tão pouco tenho a dar
E tanto tenho a agradecer.



Autoria:  Antenor Rosalino

Imagem da Internet

2 comentários:

  1. Amado Antenor, és possuidor de mágica palavras e versos. És sim, UM POETA MAIOR, e dos melhores, que já li! Que tua dádiva é toda polida pelo olhar celestial! Meus efusivos parabéns, querido, receba um grande beijo amoroso, da tua eterna Luiza! Te desejo uma feliz semana!

    ResponderExcluir
  2. Adorável Luiza, a tua sensibilidade poética é única, razão pela qual, os teus olhos veem as pessoas e coisas além das aparências. Mas não posso deixar de te agradecer e os teus elogios muito me honram e envaidecem. Obrigado de coração e fique também com meu beijo de amor e votos de uma semana proveitosa e feliz.

    ResponderExcluir