domingo, 6 de janeiro de 2013




OFERENDA

Na suave amplidão do anoitecer,
Vejo sua face espelhar
Os últimos raios de sol
E a noite em seu olhar!

Quisera entre afagos calientes,
Dizer-te em maior dimensão,
Usando a língua dos anjos:
Lindas frases em oração.

A brisa brinca em seu rosto
E me impulsiona a buscar
No magnânimo infinito,
Os anéis de Saturno e te ofertar!

Nessa oferenda divina
Sob as estrelas do céu,
Serenos néons a vagar
Livres, soltos ao léu!

Neste véu de delírio e comoção
Tomo-lhe as mãos num suspiro
E com lágrimas nos olhos,
Oferto-te apenas o meu pobre coração.


Autoria: Antenor Rosalino

Imagem da Internet




2 comentários:

  1. que bonito poeta... sempre a beleza e a técnica em prol da poesia... tá certo, poeta...bjuuu de feliz 2013

    ResponderExcluir
  2. A generosidade do seu incentivo é sempre muito importante para mim, Luna. Obrigado, beijo e Feliz 2013 pra você também.

    ResponderExcluir