quarta-feira, 25 de março de 2015

O CONTADOR DE HISTÓRIAS




                                   O contador de histórias,
Em diversivas nuanças,
Faz o pensamento elevar-se
Para eldorados de sonhos!

Em suas mãos ternas e cálidas
Lampejos de luz tremeluzem
Numa aquarela vivaz
Sob o céu que as conduzem.

Os contos impregnam na alma
Luminosidades estelares
Enquanto o pensamento voeja
Pelo horizonte fecundo!

A sua voz ganha eco
Aventando-se no infinito
Os passarinhos em festa
Entoam seu canto holístico.

As histórias encantadas
Divinizam nossa lida
E no encanto dessas horas
A vida se esvai distraída.



Autoria:  Antenor Rosalino

Imagem da internet





2 comentários:

  1. Respostas
    1. Retribuo o abraço com o meu melhor carinho e agradeço-lhe muito Andréa.

      Excluir