sábado, 3 de maio de 2014

MAGIA


     
                                         


A essência que se faz em mim
Irradia os meus sentimentos
Como névoas do passado
Em faiscantes luminosidades,
Num oásis arvense e de esplendor!

A minha crença num sol diáfano
Iluminando e trazendo a paz desejada
A todos os corações
Faz com que o meu ser se revigore
Por uma luz incandescente e feliz.

As minhas letras pensantes
Insurgem sempre mais
Das lembranças rebuscadas.
E meu coração em prece capta o magneto universal
Em todas as direções.

O meu olhar esmaecido em sonhos
Vê, apenas, partículas divinas
Em cada planta ou flor!
E cada detalhe pulsante da vida
Transmuta o meu sentir em lira de amor sem fim.



Autoria:  Antenor Rosalino

Imagem da internet







8 comentários:

  1. Boa tarde caríssimo amigo, Antenor. Que beleza de poema, leio e releio e encanto-me com essa rara beleza que iluminou minhas retinas com essa inigualável inspiração. Aplausos de pé.Abraços fraternos querido amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, amiga! Agradeço-lhe penhoradamente pelo gentil comentário que muito me anima a continuar e aprimorar os meus escritos. Um abraço com carinho.

      Excluir
  2. Boa tarde meu amigo querido.
    Antenor, você capita nos detalhes uma beleza tão sem fim, que fico em deslumbre...
    A vida com certeza torna-se mais bonita assim, demais, parabéns!
    Um beijo imenso em teu coração, fica bem, lu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Lu. Fico imensamente feliz e linsonjeado com suas elogiosas palavras, principalmente por ser você uma poetisa de primeira grandeza. Obrigado, amiga. Beijo carinhoso.

      Excluir
  3. Respostas
    1. Meus agradecimentos, Ana. É maravilhosa também para mim a sua amável presença por aqui.

      Excluir
  4. Parabéns Antenor, bela magia poética,
    Um abração,

    ResponderExcluir
  5. Grande abraço,Joilson, e obrigado, amigo.

    ResponderExcluir