segunda-feira, 24 de agosto de 2015

SONHOS POÉTICOS



                                       


                       Percorro o horizonte com olhar perscrutador
                       Detendo-me, vez por outra, na arquitetura
                      Que se desenha fulgurante trazendo o rito natural
                      Das paisagens, dos uivos brandos do vento,
                      Do murmurar das ondas beijando os rochedos...

                      As fantasias percorrem meus sonhos
                      E as imagens são fantasias em mim.
                      Buscando minha essência em abandono
                     Como imagens que se emergem
                     Das profundezas de lagos azuis!

                     Um grito se esvai no silêncio
                     Em meio a rosários de melodias
                     Volvo os olhos para o céu
                     E vejo anjos em cânticos louvando a Ave Maria!

                     Os dias correm silentes na brevidade das horas
                     E vou vencendo o silêncio e o amargor da solidão
                     No secreto mundo platônico de imagens e ideias
                     Liberto da terra tristonha e poluída
                     Vicejando em sonhos profundos
                     O descortinar do amor em laivos de poesia.




                      Autoria: Antenor Rosalino


                      Imagem da internet

 

 

 


 

6 comentários:

  1. Belo, profundo!
    A natureza sempre enleva a alma do poeta, trazendo-lhe inspiração.

    ResponderExcluir
  2. A natureza sempre se constitui nessa fonte inspiradora, Ana. E na qualidade de poetisa você vê isso com maior percepção. Meus agradecimentos pelo gentil comentário que muito me incentiva.

    ResponderExcluir
  3. Olá amei seu cantinho!!!!!! Seguindo!!!!!!!!!!
    http://gigicandy29.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Gigi! A sua apreciação muito me incentiva a continuar com meus sonhos poéticos. Obrigado, amiga.

    ResponderExcluir
  5. Amado Antenor, pois, que os Sonhos são os arrojos mais constantes das Almas Dos Poetas! Tudo que quero é dar vazão à Poesia, mesmo em face da Razão, que Nossos Sonhos, jamais pereçam, como asas fugidia!
    "Sonhe com o que você quiser. Vá para onde você queira ir.
    Seja o que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só temos uma chance de fazer aquilo que queremos. Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz." (Clarice Lispector) - E Nosso Segredo Poético - é não permitirmos, que Nunca morra a Escrita. Todo Segredo está mesmo nessa Vida!!! Amado, teus poemas florescem em minhas madrugadas, que são insones, eles são colibris que me trazem o Encanto do Doce Amanhecer, ao saber que Dormes Como um Anjo, em Teu Belíssimo Voo Poético! Beijo amoroso da tua eternamente, Lu!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A poesia se abriga no mundo dos sonhos,das imagens, das metáforas e das variantes da linguagem, adorável Luiza. E que como é gratificante quando duas almas poéticas se encontram e se fundem no ideal sublime do amor como é o nosso caso. Curvo-me em reverência pelo seu comentário tão comovente, com o coração repleto de alegria e gratidão eternas. Beijo do seu eterno Antenor.

      Excluir