sábado, 13 de julho de 2013

LAÇOS

  
           


Laços de afetos
Sentimentos ilimitados...
Doces palavras – longos abraços!
Corações desrritmados!

Braços abertos a espera
Do retorno festivo almejado
Na alegria inocente que encerra
Tons de amor sublimado!

Incontidos sentimentos
De ternuras em sufrágios
Vozes ressoam súplices
E felizes entre lágrimas!

Olhares reluzentes...
Passarinhos fazendo festa
Num céu de raro esplendor
Com o sol se abrindo em frestas!

Suspiros externados
Mãos que animam e protegem
Escudos mágicos invisíveis
Que nos seguem lado a lado.



Autoria:  Antenor Rosalino

Imagem da internet





2 comentários:

  1. Amado Antenor, teus poemas são brilhantes magnetizados, para toda a eternidade! Que dos afetos, externados, suspiro aqui, de paixão, em longos sentimentos, absolutamente Únicos! E solitária, nesse instante, deixo-e meu grande beijo, de amor! Da sua eterna Luiza

    ResponderExcluir
  2. Nos instantes de tua solidão eu me adentrarei no teu silêncio e, juntos, beberemos da fonte rejuvenescedora do amor e da poesia, querida Lu. O teu incentivo é o magneto que me impulsiona a continuar com minha ousadia lírica. Muito obrigado e um beijo do teu eterno Antenor.

    ResponderExcluir