domingo, 8 de abril de 2018

REINAS...


   
Dueto "Reinas" - Luiza De Marillac Michel e Antenor Rosalino

                                    
                                 
                          

Te amo como a planta que não floresce e leva
Dentro de si, oculta a luz daquelas flores 
Graças a teu amor vive claridade em meu corpo
O tão apertado aroma que ascendeu da terra. 


Talvez te vi, te supus ao passar levantando uma taça
Na Espanha, à luz da lua de junho, brindávamos
Ou eras tu a cintura daquela guitarra chamando
Toquei nas trevas e ressoou como o mar desmedido. 

Te amo sem saber como, nem quando, nem onde 
Te amo diretamente sem problemas nem orgulho
Assim te amo porque não sei amar de outra maneira.  

Enquanto ias comigo te toquei e se deteve minha vida
Diante de meus olhos estavas, regendo-me, e reinas.
Como fogueira nos bosques o fogo é teu reino. 

                                              Luiza De Marillac Michel



O amor latente como a flor entre espinhos
Desfaz as intempéries do mundo sombrio
E sob gardênias perfumadas pelo chão
Caminho, afortunado, segurando a tua mão.

Na suposição dos teus sonhos quiméricos
No esplendor do plenilúnio en España
Minha voz proclama o teu lindo nome
Que ecoa pelos ventos em longínquos montes

O amor nasceu assim sem mais nem por quê.
Como o pensar do poeta no mundo das nuvens
Mas amo-te assim, instigante em mim.

Detendo-me na contemplação de tua rara beleza
Vejo em teu olhar luminância de esmeralda de alto quilate
E me vejo acolhido na tua glória escarlate


                                                 Antenor Rosalino

8 comentários:

  1. Simplesmente BRILHANTE
    .
    * Saudade de ter ... Saudade *
    .
    Feliz início de semana
    Bom dia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossos agradecimentos, caro Gil Antonio. Boa semana para você também e abraços fraternos.

      Excluir
  2. Meu Adorável Antenor: Teus versos brilham, como as estrelas que reinam nos céus azulados, das noites felizes. Assim - Como estamos hoje agora e sempre! "Te amo Antenor Rosalino; como a planta que não se vai..." Te vi em todos os lugares, levantando a Taça do Amor! Essa, que não há disputa! Sem saber como nem onde... Pois, só sei amar dessa maneira, incondicionalmente... " Na certeza de nossos sonhos quiméricos" . No esplendor da Nossa Unicidade de Almas e De Peles! Que Além da Poética, Prossegue!!! Assim nascera Nosso Amor, Querido! Acolho-me em teus versos de Menestrel!!! Onde, a Glória tem cor Escarlate! Obrigada, por mais essa inesquecível parceria, que muito me honra! Fique com meu beijo amoroso, e essa imagem, que acompanhará nossas noites repletas da Deusa Lua. Abraço de pura gratidão e de Amor. Da tua eternamente, Luiza De Marillac Michel

    ResponderExcluir
  3. Adorável Luiza, A generosidade de tuas palavras elogiosas enternecem meu coração. Se meus versos brilham é porque recebem centelhas dos teus. E meus olhos se perdem no fulgor de nossos sonhos alvissareiros numa união de almas só vista nos grande amores da humanidade. Os agradecimentos são meus por esta parceria que fecunda a glória do nosso sentir poético e parece chegar ao céu num encanto. Um grande e fausto beijo do teu eterno Antenor.

    ResponderExcluir
  4. Linda interação poética!
    Parabéns a ambos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossos sinceros agradecimentos pela honra da visita e apreciação, Ana.

      Excluir
  5. Beautiful image the building You chose well for the theme.
    Your blog is very nice,Thanks for sharing good blog.
    D2BET

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. We thank you very much for your appreciation, Jorjorbeth.

      Excluir