terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

NOSSOS JARDINS

Dueto "Nossos Jardins" com a eximia e
querida poetisa Luiza De Marillac Michel


                                



Busco Em Tantos Versos
Uma Ampla Estátua De Ti
Há Alegria Em Nossos Dias
Lá Cavamos Todo Pensar

A Claridade Que Perpetua
Num Sacolejo De Palavras
Versos Que Já Te Entrego
Claras Estrelas Noturnas

Tranças Negras Outrora

Em Beiras De Fartos Ais
Presa E Faceira Nos Laços
Abraçada Ao Teu Coração...

Orvalhando Nosso Jardim
Espantoso Véu Dum Alecrim
Da Tua Janela Sob Os Vitrais
Acenam Asas Dum Querubim...

Luiza De Marillac Bessa Luna Michel



Visionário incansável de ti
Edifico-te em esculturas
Ornamentando nossos belos dias
Em eternas silhuetas de sonhos

Um transbordar de palavras
Oferendas e mimos divinais
No encanto de nossos jardins
Bailam grafites de madrigais

Entrelaços fartos de abraços
Glamour em bruma na noite
Íris figurada em charme
Beijos em teu coração criança

Cintilantes gotas orvalhadas
Dossel em tom de alfenim
Pelas vidraças num elã acena
O adornado arrebol carmim


                                               Antenor Rosalino




4 comentários:

  1. Respostas
    1. Boa noite, Gil Antonio. Obrigado, amigo.
      Cordial abraço.

      Excluir
  2. Adorável e Amado, Antenor: Certa vez, num belo jardim... Ao arrastar minha atonia - Pude Te ver Através De Um Colibri... E se eu partir... E, deres falta de mim, procura-me, nas flores do jardim. Procura-me, na madrugada, estarei vibrando, em cada abraço. Vim te trazer flores colhidas, nas ruas e nas Avenidas... Nelas, te trago o carinho, a plenitude da vida, o brilho da esperança de meu sorriso da criança! Nesse final de tarde, estarei vibrando em cada beijo, em cada abraço nosso... Temos um jardim secreto. Lá há uma mística atmosfera Querido! Banhado, estarás de flores coloridas e aromatizadas... Carregado segue o tempo Neste Grande Jardim Nosso.... Beijo Amoroso e Um Abraço Apertado, de Profunda Gratidão e Amor!... Da Tua Eterna Luiza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorável Luiza. Emociona-me grandemente as suas palavras sobre sua visão de mim num colibri encantado. Da mesma forma eu a vejo como uma bela flor num jardim de sonhos quiméricos. Um dia, todos terão de fazer a passagem para outra vida, mas até lá, lutemos por nossas conquistas e quando eu me for, busque-me também no mesmo jardim de suas auroras que se constitui no nosso recato secreto. Muito lhe agradeço por essa parceria além dos vocábulos que tanto me envaidece e honra, e lhe aplaudo de pé, diva da poesia e do meu coração. Amorosamente, receba o costumeiro faustoso beijo do seu eterno Antenor.

      Excluir