quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

ANALOGIA DO NOSSO AMOR

Dueto "ANALOGIA DO NOSSO AMOR" com
a exímia poetisa Luiza De Marillac Michel


                         
                                         
   

Juntos Sob Um Lindo Verão...
Sonhei Morar Teus Braços
Lugar Bonito Cor De Alazão
Há Desejo Renovar Entrelaços

Pela Manhã Junto Despertar
Farei Memórias Nossa Bilac
Flertando Denso Adiamantar
Letras Pintadas Por Marillac

Tudo Na Mais Tenra Harmonia
Num Sentido Sangue Pulsando
Poetas Que Dançam Tal Magia

Amor Recoberto Em Terminologia
Maravilhoso O Poetar Do Antenor
Já Passa O Tempo Da Apologia...

Luiza De Marillac Bessa Luna Michel



O veraneio exala sândalos
Num sonhar de afagos e abraços
Belezas da cor de corcéis
Versos aventados em cordéis.

Despertados sonhos no amanhecer
Lembranças parnasianas de Bilac
Diamantinos versos vêm à luz
Na pena dourada de Marillac

Em sincronia harmônica e perfeita
Pulsa o sangue uníssono dos poetas
Num bailar mágico de líricas colheitas

Apologias levadas em glórias
E terminologias traduzidas pelo amor
Destina os versos de Luiza e Antenor


                                                    Antenor Rosalino

4 comentários:

  1. Soberba inspiração. Adorei de verdade. Obrigada

    Hoje, em texto:-Aves que esvoaçam ... Afastamento dilacerante...

    Bjos
    Votos de uma feliz Quinta Feira.

    ResponderExcluir
  2. Nossos agradecimentos, caríssima amiga Larissa, e que o fim de semana lhe seja também promissor e feliz. Abraços fraternos.

    ResponderExcluir
  3. Uma vez, eu li em algum lugar que no Egito existem cinquenta palavras para diferenciar a areia. Isso porque na paisagem do Egito, a areia é o que mais se destaca, e é preciso usar diferentes palavras para diferenciar cada tipo de areia. É por isso também que os esquimós possuem mais de cem palavras para o branco, pois a paisagem deles está cercada de neve, e os índios têm mais de 30 palavras para designar o verde, porque a paisagem deles é a floresta.
    Eu desejaria ter mil palavras para dizer "amor", porque o amor que eu sinto por você me faz lhe ver em todos os lados. Sinto que apenas com a palavra "amor" não consigo expressar de modo perfeito todo o sentimento que tenho por você. Amado Antenor: Agradeço Imensamente Mais Um Belo Dueto Que Fizeste Comigo. Receba Um Beijo Amoroso, Te oferto Uma Cesta De Morangos. São Frescos e Fazem Bem À Saúde. Aceite-os Sua Eterna Luiza

    ResponderExcluir
  4. Boa noite, Luiza. É sobejante o teu acervo de cultura e sabedoria. Fiquei impressionado em saber sobre a imensa diversidade de significados para a identificação das areias egípcias, e também sobre os esquimós e outras raças indígenas.
    Como é bom ler e sentir tudo o que vem de ti, diva da poesia! Maravilhado com teu comentário e degustando morangos advindos de tua lira que enfeita o mundo e traz refrigério para o meu coração, agradeço-te, penhoradamente e, com a mesma maviosa amorosidade, receba um faustoso beijo do teu eterno Antenor.

    ResponderExcluir